XII Conlab Congresso Luso-Afro-Brasileiro

Newsletter

introduza o seu email e subscreva a nossa newsletter

MR19 - Currículo, Conhecimento e Ensino Superior: Entre o Nacional e o Transnacional

Resumo MR19: Pretende-se com esta proposta abrir um espaço de reflexão e partilha sobre o fenómeno da transnacionalização do currículo no ensino superior. Serão apresentados os resultados de uma investigação desenvolvida na FCSH-UNL sobre os modos de seleção e organização do conhecimento para as estruturas curriculares, a sua articulação entre ciclos de estudos, com a investigação científica e com as decisões políticas, dos professores e dos estudantes, numa perspetiva de análise comparada com as matrizes curriculares de outras instituições do ensino superior integradas no espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, com particular destaque para o caso de Timor-Leste.

Certificado

Coordenador: 
David Justino
FCSH-UNL, Portugal
jdjustino@gmail.com
 

Título da comunicação: Da desnacionalização à desregulação da formação inicial de professores em Portugal, 1970-2013. Um ensaio de problematização

Resumo: Um dos pilares fundamentais do modelo de regulação do Estado Educador era a formação inicial de professores. A eficácia deste modelo de regulação de carácter burocrático conheceu quer o maior insucesso, nomeadamente no período de formação do sistema nacional de ensino, quer o maior sucesso, especialmente durante o período pós-II Guerra Mundial. Com a democratização do regime político, a formação inicial de professores tornou-se mais descentralizada, as instituições formadoras ganharam maior autonomia na definição dos seus curricula e concorrência crescente de instituições privadas contribuiu para uma maior desregulação do sistema de formação inicial. O facto de os critérios de recrutamento de novos professores por parte do Ministério da Educação se terem mantido com base em listas ordenadas de classificações académicas, conduziu a essa desregulação, com desvalorização efetiva do papel das velhas escolas normais transformadas em escolas superiores de educação.
 

Participantes:

Apolinário Magno
Faculdade de Educação da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL)
apolimagno@gmail.com
 
Título da comunicação: Formação de Professores do Ensino Vocacional sobre a utilização do currículo e manuais escolares das Escolas Vocacionais no período de 2013 - 2014

Resumo: Pretende-se analisar os impactos das formações de professores das Escolas Vocacionais sobre o currículo do Ensino Técnico-vocacional e a capacidade dos professores na utilização dos manuais escolares no ensino e aprendizagem. Este estudo analisa os impactos da formação no período de 2013 que foi dada pelo Ministério da Educação de Timor-Leste, juntamente com Associação Nacional de Escolas Profissional (ANEPSO) de Portugal, e GestEntrepreneur (uma associação Portuguesa que está a elaborar o manual de ensino do empreendedorismo). Optámos por utilizar uma metodologia qualitativa e quantitativa. Serão entrevistados 10 formadores, 20 formandos (professores) e 40 alunos.

 

Sílvia de Almeida
FCSH-UNL, Portugal
silvia.almeida.mc@gmail.com

Título da comunicação: Tipologia dos cursos de formação inicial de professores e organização do conhecimento curricular entre o nacional e transnacional

Resumo: Pretende-se abordar nesta comunicação os modelos de base da formação inicial de professores do ensino básico numa perspetiva comparada com alguns países do espaço europeu, com base na articulação entre as componentes geral/profissional, no tipo de qualificação final, na duração da formação e no tempo conferido à formação profissional. Serão apresentados os resultados de uma investigação qualitativa desenvolvida sobre a organização do conhecimento curricular dos cursos de formação inicial de professores do ensino básico de instituições do ensino superior Politécnico e Universitário que mais contribuem para a acesso de professores ao sistema de ensino português.  
 

Teresa Teixeira Lopo
FCSH-UNL
ttlopo@gmail.com
 
Título da comunicação: Quo vadis, formação inicial de professores?

Resumo: Nesta comunicação propomo-nos apresentar e discutir os resultados da análise realizada entre, por um lado, a organização curricular de cursos de formação inicial de professores para o 1º ciclo e o 2º ciclo do ensino básico, ministrados por instituições de ensino portuguesas e, por outro, os princípios subjacentes à organização curricular da formação para os mesmos níveis de ensino na Austrália, Finlândia, Holanda e Singapura. A análise comparada incidiu sobre a organização das componentes de formação e conteúdos, a relação teoria-prática e com o terreno do exercício profissional, os valores, e os conhecimentos e aptidões/skills a adquirir durante a formação.

Ficheiros Anexos

Certificado MR 19
PDF | 1.11 MBytes
Voltar Imprimir O seu email não é valido
Organização
Secretariado
Transportadora Oficial
Patrocínios
2014 © Leading Todos os direitos reservados
Última actualização 2017-01-27