XII Conlab Congresso Luso-Afro-Brasileiro

Newsletter

introduza o seu email e subscreva a nossa newsletter

MR38 - Ordens e disputas democráticas contrastantes: demandas políticas e modos de governação

Resumo MR38: Hoje a vida social implica um complexo ajuste nas relações sociais entre diferentes atores, individuais e coletivos, e a elaboração de conexões e acordos assentes em ordens de grandeza transitórias. O espaço público do século XXI nas sociedades democráticas, com a globalização e a transnacionalização de dispositivos diversos de governação, inscreve em si sociabilidades em que os arranjos entre ordens e disputas ganham novos contornos, desafiando a imaginação sociológica. Queremos captar olhares que explorem gramáticas e lógicas atuantes que informem que disputas e que ordens de grandeza são construídas, de maneira a compreender como se faz o comum. De um ponto de vista comparativo, pretendemos discutir como as ordens e disputas se conformam no Brasil, Portugal e Angola.

Certificado

Coordenador:
José Manuel Resende 
Universidade Estadual do Norte Fluminense/Campos dos Goitacases-Brasil
josemenator@gmail.com

Participantes

Daniel dos Santos 
Universidade de Otava/Canadá
ddsantos@rogers.com ou esantos@uottawa.ca

Título da comunicação: Governar o enriquecimento como demanda, ou a democracia do “parecer” em Angola

Resumo: Para uns, a formação de uma classe social que dirija a construção de uma nação angolana e o seu desenvolvimento passa pelo enriquecimento de um grupo social “particular” (burguesia nacional). Para outros ainda, essa classe tem uma responsabilidade moral e social na construção do “bem comum” dos cidadãos angolanos. Nos dois casos são necessárias construções sociais, que definam gramáticas ou lógicas que orientem os comportamentos e as acções dos diferentes actores, que  justifiquem as suas demandas numa aparente legitimação. E em que o espaço (público e privado) entre as normas (leis, regras ou procedimentos), que elucidam as gramáticas/lógicas, e a praxis concreta desses actores, seja o local da produção do “parecer” (o “apresentar-se” e o “faire semblant”).


Fábio Reis Mota 
UFF (PPGA/Ineac/Nufep)

reismota@gmail.com

Título da comunicação: (Re) Fazer o comum: uma etnografia sobre os conflitos raciais no Brasil e na França

Resumo: Esta apresentação visa lançar algumas reflexões sobre as controvérsias envolvendo as chamadas minorias visíveis na França e os grupos minoritários no Brasil. Nosso propósito é apresentar alguns dados etnográficos, visando realçar as diferenças existentes entre as modalidades e gramáticas que informam a constituição do comum.


Jussara Freire 
ESR/UFF; CEVIS/UERJ; PPGPS/UENF 
jf@id.uff.br

Título da comunicação: “A cultura” como “causa periférica”: Mobilizações coletivas e encontros artistícos-culturais em Nova Iguaçu (Região Metropolitana do Rio de Janeiro)

Resumo: Recentemente, “saraus” proliferam na Baixada Fluminense, área da Região Metropolitana do Rio de Janeiro associada publicamente à “violência política”.  Nova Iguaçu é um palco destes encontros. A partir da etnografia de mobilizações coletivas iniciada desde 2005 nesta cidade, analiso a trajetória da elaboração do “problema cultura” e repertórios reivindicativos de coletivos engajados na construção de uma “causa cultural”, anterior e posteriormente aos “saraus periféricos”. Enquanto outras análises problematizam a relação cultura/periferia enquanto modo de gestão da pobreza, minha etnografia aponta para competências políticas ajustadas às ressignificações destas duas categorias em ambiente de continuidade entre ordens pública e de força.

Ficheiros Anexos

Certificado MR 38
PDF | 1.11 MBytes
Voltar Imprimir O seu email não é valido
Organização
Secretariado
Transportadora Oficial
Patrocínios
2014 © Leading Todos os direitos reservados
Última actualização 2017-01-27